A fissura lábio-palatina é a deformidade congênita mais comum na face e afeta uma acada 500 crianças que nascem em todo o mundo.

Quando adulto, a pessoa que tem uma fissura labial geralmente apresenta os lábios superiores finos e com pouca projeção, mesmo após os tratamentos convencionais de ortodontia e de cirurgia plástica.

O enxerto de gordura nos lábios e sulcos da face pode minimizar este estigma e a rinoplastia pode ser associada a plástica do nariz a partir dos 16 anos de idade.

Desta forma podemos refinar os resultados estéticos das cirurgias reparadoras e melhorar a auto-estima do paciente fissurado.

Pacientes com fissuras unilaterais, submetidos a enxerto de gordura nos lábios e sulcos nasogenianos associada a rinoplastia reparadora: 

     Antes                                                                    Depois

labio-palatinas labio-palatinas

labio-palatinas-antes labio-palatinas-depois