A síndrome de Romberg, também chamada síndrome de Parry-Romberg e de atrofia hemifacial é pouco frequente, ocorrendo mais ou menos um caso a cada 500.000 habitantes.

A causa é desconhecida, afetando mais o feminino. O quadro clínico geralmente tem seu início entre 5 e os 20 anos de idade e os pacientes referem dor na face, que pode estar associada a enxaquecas e até a crises convulsivas.

Com a evolução da doença começa a ocorrer a absorção da gordura de um lado da face, que vai ficando deformada. A atrofia pode ocorrer também nos músculos e nos ossos e a pele pode apresentar manchas.

O tratamento visa restaurar o volume de tecidos moles perdido e o enxerto de gordura(lipofilling) é uma opção muito interessante e com ótimos resultados estéticos.

Retira-se a gordura do próprio paciente, que é purificada numa centrífuga e reinjetada nas áreas afetadas. Há a necessidade de várias enxertias para o refinamento dos resultados cirúrgicos, que devolvem o aspecto normal a hemiface deformada.

Antes                                                      Depois

Síndrome de Romberg antesSíndrome de Romberg depois

Síndrome de Romberg antes 2Síndrome de Romberg depois 2