Exames

Quais exames são necessarios para uma cirurgia?

Hemograma – para verificar os leucócitos e as plaquetas e também se existe anemia. Caso ela esteja presente, vamos trata-la antes da cirurgia!;

Uréia e Creatinina – para verificar a função dos rins;

Glicose em jejum – para detectar diabetes;

Coagulograma – para avaliar se a coagulação do sangue está normal;

Avaliação cardiológica – risco cirúrgico;

Avaliação anestesiológica – todos os(as) pacientes serão avaliados(as) pelo médico anestesiologista, que irá individualizar o melhor tipo de anestesia para a cirurgia. Neste momento o paciente poderá compartilhar com o médico seus medos, detalhar alergias e uso de medicamentos e tirar dúvidas sobre os tipos de anestesia e riscos da cirurgia a qual irá submeter-se.

Outros exames serão solicitados em casos específicos conforme necessidade:

BLEFAROPLASTIA:

Avaliação oftalmológica nos pacientes mais idosos ou com queixas oculares associadas às estéticas

ABDOMINOPLASTIA:

Ultrasom de parede abdominal: para avaliar presença de hérnias caso haja dúvida no exame físico durante a consulta.

MAMOPLASTIA:

Ultrasom das mamas para mulheres com menos de 35 anos e sem história de câncer de mama na família. Mamografia para mulheres com mais de 35 anos e naquelas com história de câncer de mama na família à partir dos 30 anos.

GINECOMASTIA:

Ultrasom das mamas

Avaliação Endocrinológica

 

Proibições

Na avaliação com o(a) anestesista alergias a medicamento e alimentos devem ser documentadas. Queremos uma cirurgia segura! Deve-se evitar hábitos e medicações que possam de alguma forma interferir na anestesia, no metabolismo do fígado, na coagulação do sangue ou na cicatrização.

Medicamentos

AAS (ácido acetil salicílico) e todos os medicamentos que contenham aspirina e similares. Suspender o uso 10 dias antes da cirurgia;

Ginko Biloba e polivitamínicos que contenham esta substância;

Anticoagulantes e medicações para circulação como os cumarínicos (Marevan), Pentoxifilina (Trental);

Anticoncepcionais e reposição hormonal (menopausa) – parar a medicação um mês antes da cirurgia;

Medicações e fórmulas para emagrecer – ATENÇÃO – parar um mês antes e não utilizar mais... Elas podem interferir e muito na anestesia além de não serem saudáveis!;

Anti-inflamatórios – parar uma semana antes da cirurgia;

Antidepressivos inibidores da MAO – Comunicar ao anestesista todas as medicações tomadas. OBS: os antidepressivos mais comuns como a fluoxetina, pamelor, efexor, não necessitam ser descontinuados

Fumo

O fumo prejudica a cicatrização? Posso ter uma complicação cirúrgica grave?

O tabagismo altera a circulação do sangue nos tecidos e prejudica a cicatrização aumentando o risco de complicações após a cirurgia. Infelizmente este é um hábito que deve ser evitado para quem quer estar saudável e quer ter uma recuperação sem intercorrências.

O ideal é parar de fumar 4 semanas antes de qualquer cirurgia, para diminuir o risco de necroses de pele, fibroses e infecções. Ninguém quer ter uma cicatrização ruim e estragar a cirurgia. O melhor é parar mesmo!

Ingestão de bebidas alcoólicas

A ingestão de bebidas alcoólicas em excesso deve ser evitada 48 antes de uma cirurgia. Isso por que o álcool sobrecarrega o fígado, que é o órgão que vai metabolizar os medicamentos que serão utilizados na anestesia Isto se aplica também a outras drogas ilícitas que devem ser evitadas sempre!