O que é a Sutura Silhouette?

A Sutura Silhouette é uma nova técnica de lifting de face minimamente invasiva, que atua tracionando a pele flácida e reposicionando-a suavemente. Consegue-se também um discreto aumento de volume da área tratada. Produzido nos EUA e aprovado pela ANVISA e FDA trata-se de um produto altamente tecnológico. Consiste num fino fio, associado a mini cones feitos de ácido poliláctico desenvolvidos para aderirem ao tecido subcutâneo, possibilitando um resultado imediato de lifting.

Do que é feito a Sutura Silhouette?

A sutura Sillhouette é feita de ácido poliláctico, produto de muito sucesso e que já existe no mercado brasileiro sob a forma injetável (líquida) com o nome comercial de Sculptra. Este produto tem a capacidade de induzir a formação de colágeno onde é aplicado, melhorando a qualidade da pele e aumentando o volume das áreas aplicadas.

Qual a diferença e vantagens da Sutura Silhouette quando comparada a outros tipos de produtos como o Fio Russo e os Fios de Ouro?

  • Trata-se de um material totalmente absorvível, e que não deixa resíduos no local da aplicação. No caso dos outros tipos de fios, eles podem ficar palpáveis, induzir a formação de granulomas e até serem expulsos através da pele (extrusão do fio). Além disso eles não podem ser retirados;
  • Apesar de ser absorvível, a Sutura Silhouette fica inerte por 4 meses após a aplicação, e só então o processo de absorção se inicia. Durante este período o lifting obtido pela tração dos fios “cicatriza”, mantendo os resultados obtidos após a degradação do fio e dos cones.
  • O produto induz à formação progressiva de colágeno e ao aumento do volume no local aplicado como efeito secundário ao lifting, melhorando a qualidade da pele por até 12 meses após a aplicação;

Em que áreas a sutura Silhouette pode ser aplicada?

Existem diversas técnicas de aplicação dos fios, que podem ser utilizadas em associação para o tratamento simultâneo de mais de uma área:

  • Levantamento de sobrancelhas
  • Melhora da projeção das maçãs do rosto
  • Tratamento do bigode chinês
  • Melhora do contorno da mandíbula
  • Lifting da região do pescoço

Como é feito o procedimento?

Trata-se de um procedimento minimamente invasivo e pouco doloroso, feito com anestesia local em consultório. O edema é mínimo e os resultados são visíveis logo após a aplicação. É realizada uma pequena anestesia local nos pontos de entrada e saída dos fios, que são aplicados por meio de uma fina agulha.

Quais são as indicações para o uso da Sutura Silhouette?

Esta técnica permite um lifting discreto e natural das estruturas faciais (entre 1 a 1,5cm de tração). O uso dos fios não substitui o lifting de face cirúrgico, que está indicado para pacientes com mais idade, peles mais pesadas e que necessitam de tração mais vigorosa. Os melhores resultados são obtidos em pacientes jovens e de meia idade que tem a pele com boa elasticidade, mas que já apresentam sinais de envelhecimento como sulcos da face mais marcados, bigode chinês, e perda do contorno da mandíbula.

Qual a durabilidade desta técnica?

Após o período inicial de cicatrização, ocorre uma fibrose na área que foi tracionada e que mantém o resultado obtido, mesmo com a absorção do fio e dos cones de ácido poliláctico após 12-18meses. No entanto o processo de envelhecimento continua a acontecer e efeito de tração logicamente vai se perdendo, com maior ou menor velocidade de acordo com o grau de de flacidez da pele. Não se trata de uma técnica definitiva, porém é de fácil execução e repetição com ótimos resultados.

Eu fiz um lifting de face cirúrgico, posso utilizar a Sutura Silhouette para melhorar os resultados?

Sim! É uma técnica muito boa para complementar o resultado de um lifting cirúrgico. Não existe contra-indicação para a realização desta técnica em pacientes já operadas.

Quais são os cuidados após a aplicação da Sutura Silhouette?

Nos primeiros 10 dias após o procedimento é importante evitar massagens no local, atividades físicas vigorosas, dormir de bruços e qualquer esforço facial (até rir em demasia), para que os cones que mantém o lifting não soltem, com a perda da tração obtida pelos fios. Com o passar do tempo o próprio organismo vai criando uma “cola” natural, que mantém a tração e a rotina da(o) paciente pode ser retomada. O uso de radiofrequência e massagens faciais deve ser evitado nos primeiros 3 meses após o procedimento para evitar a absorção precoce do ácido poliláctico e a perda da tração obtida pela técnica. Orienta-se também o uso de uma faixa compressiva para mento para a imobilização da face à noite por 15 dias após a aplicação. Isso diminui bastante os riscos dos fios se soltarem precocemente.

Facebook: Sutura Silhouette

Site: Silhouette Soft