Por onde os implantes podem ser colocados?

Os implantes podem ser colocados pelos sulcos das mamas, pelas aréolas e pelas axilas. As indicações para cada via dependem do tipo de mama, do tamanho das aréolas, das preferências individuais do cirurgião(ã) e do paciente.

cirurgia realizada abaixo da auréola mamária

cirurgia realizada abaixo da mama

cirurgia realizada abaixo das axilas

 

 

 

 

 

 

Quais são os locais de colocação dos implantes de silicone?

Os implantes podem ser colocados abaixo da glândula mamária ou abaixo do músculo peitoral do tórax. A diferença gira em torno da visibilidade do implante (mais visível quando sob a glândula) e a incidência de contraturas capsulares (a incidência é menor quando o implante é colocado sob o músculo peitoral).

Infográfico do procedimento de implante de próteses mamarias

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Tenho mamas caídas. Um implante pode resolver meu problema sem outras cicatrizes?

Quando as mamas tem tamanho pequeno e tem ptose (queda) pequena, um implante somente pode resolver o problema. Mas cada caso deve ser avaliado individualmente e muitas vezes um pouco de pele tem que ser retirado para melhorar a forma da mama operada.

Os implantes de silicone são seguros? É necessário trocá-los depois de alguns anos?

Os implantes de silicone já estão no mercado mundial e nacional há três décadas e sua segurança vem aumentando cada vez mais com o refinamento da tecnologia de produção. Comprovadamente não causam câncer, doenças reumatológicas ou outros problemas de saúde e tem data de validade indeterminada. O tempo médio para troca dos implantes é ao redor de 15 anos mas cada paciente deve ser avaliada individualmente quanto à necessidade de substituição dos implantes.

O que é contratura capsular?

Também chamada de “rejeição” na linguagem leiga, a contratura é o endurecimento da cápsula que o organismo normalmente produz ao redor do implante e ocorre em 2 a 7% das pacientes, segundo a literatura mundial*. Ocorre geralmente nos primeiros cinco anos após a cirurgia. Nos graus mais leves pode ser tratada clinicamente, mas em alguns casos mais graves se faz necessária a retirada da prótese e troca da mesma por uma nova.
A causa da contratura ainda não é bem conhecida, mas sabe-se que a incidência é menor com o uso do plano submuscular (abaixo do músculo peitoral) e com implantes de poliuretano.

O que é seroma?

O seroma é a formação de um líquido claro ao redor o implante, que pode levar até à retirada precoce (menos de um mês) do mesmo. Geralmente está associada à reação do organismo ao corpo estranho (implante) ou à presença de infecção.

  

Download do termoClique aqui e faça o download do termo de consentimento para essa cirurgia